domingo, 28 de setembro de 2008

Das finalidades da sacola do supermercado




“Nina” – minha cadela que é um misto de vaquinha malhada e leão marinho –costuma fazer suas necessidades por todo lado. Para manter a higiene do ambiente que habitamos, me obriga a fazer um longo percurso que passa pelo quintal, varanda, garagem e canteiros da casa. Ela me faz brincar de jogar sua bola furada, seu porco-espinho de borracha e seu velho chinelo ou ter que procurá-los quando não sabe onde os escondeu. Despudorada, quando saímos a passear, ela escolhe sempre uma esquina bem movimentada, de preferência com um bar lotado de cervejeiros, fazendo com que eu demonstre toda minha nobreza ao manter limpa a via pública. Não costumo olhar em torno mas sempre dou de cara com as mais variadas expressões que vão da aprovação ao nojo. Quando passeia, cheira tudo pelo caminho que é só de ida, sem volta. Nina quer ir sempre adiante, empacando se tiver que voltar prá casa e, quando está bem distante, desaba num longo cansaço quase mortal. Cada vez mais gorda ela vem preencher o buraco do que falta em minha vida. Nina eu te amo!

3 comentários:

rezzi disse...

achei esse desenho O máximo. hahahhaa "misto de vaquinha malhada e leão marinho" muito legal.

Marina disse...

hahaha
mto bom, tia!

San disse...

Esse texto né meu não, divinha...